Seja bem-vindo(a), Faça login

BLOG

(1, 'Monocomandos ou misturadores: qual a melhor torneira para a sua casa?', 'Se você deseja ter torneiras com água quente e fria, talvez já tenha ouvido falar sobre os monocomandos e misturadores.', '

Seja para a cozinha ou para o banheiro, há diversos modelos nessas categorias, mas nem todo mundo sabe distingui-los. O que pode ser um problema, considerando que é preciso escolher sempre o que melhor se adapta às suas necessidades.

\r\n

Pensando nisso, selecionamos as principais características dos monocomandos e misturadores para que você consiga fazer uma ótima escolha. Afinal de contas é fundamental considerar o uso e aspectos técnicos da sua residência para a instalação.

\r\n

Conheça cada um desses tipos de torneira e não tenha mais medo da água gelada em dias frios. Vamos lá?!

\r\n

Monocomandos ou misturadores: qual é a melhor torneira para a sua casa?

\r\n

Misturadores

\r\n

Presente no mercado a muito tempo, os misturadores são mais comuns e mais baratos. Com eles, é possível ter água nas duas temperaturas, separadas ou simultaneamente. 

\r\n

Diferente das torneiras monocomando, essas torneiras disponibilizam duas entradas (uma para água fria e a outra água quente). Por essa razão, os misturadores acabam se tornando menos práticos. Visto que há dois volantes para controle da vazão de água e temperatura, que é pouco intuitivo para quem não está familiarizado. Além disso, na sua instalação, geralmente são necessários dois furos, nas versões de cozinha, e três nos modelos para banheiro.

\r\n

Em contrapartida, os misturadores têm a vantagem de serem mais baratos que o modelo concorrente. O que o torna de rei do custo benefício nesse aspecto.

\r\n

Monocomandos

\r\n

As torneiras monocomando tratam-se de uma evolução dos misturadores. Isso porque, elas exigem apenas um registro para a liberação do fluxo de água quente ou fria. Além disso esse tipo de torneiro regula não apenas a temperatura, como também o volume, perfeito para quem procura versatilidade.

\r\n

Por conta desses aspectos, os monocomandos são uma excelente opção para cubas pequenas. Pois, em relação aos misturadores, elas exigem um espaço físico muito menor.

\r\n

Ainda devido essa versatilidade, os monocomandos possuem um valor mais elevado e precisam de uma pressão maior para o funcionamento perfeito. Todavia, já há opções no mercado para baixa e alta pressão. Por isso, é importante observar se o nível de pressão da torneira monocomando é compatível com a sua residência.

\r\n

Sobre a instalação dessas torneiras

\r\n

Algumas casas ou apartamentos não estão preparados para receber cubas com misturadores ou monocomandos embutidos na parede. Logo, se você pretende adquirir esse tipo de acabamento na sua residência, talvez seja preciso adaptar o encanamento.

\r\n

Em ambos os casos, o sistema de água quente necessita estar conectado a instalação de gás encanado ou aquecedor. Vale lembrar, também, que existe o recurso de instalar um aquecedor elétrico individual sob a pia. Mas cabe a você definir o que pode ser mais viável e interessante.

\r\n

Por fim também é importante verificar pressão da água. Uma dica é medir quantos metros tem do ponto da saída de água do metal, em relação à altura da caixa d’água. Porém, o mais recomendado é solicitar que um especialista possa avaliar essa pressão corretamente.

\r\n

Veja ainda, como fazer uma compra responsável e segura.

\r\n

Agora que sabe das diferenças entre os monocomandos e os misturadores, esperamos ter lhe ajudado a fazer uma ótima escolha. Lembre-se de escolher a torneira que mais combina com as suas necessidades. Até mais!

', '0', 'm/o/monocomandos-ou-misturadores-1.jpg', NULL, 1, 'monocomandos-ou-misturadores-qual-a-melhor-torneira-para-a-sua-casa', 0, 1, NULL, NULL, NULL, 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 14:24:25', '2022-04-22 14:51:46', 1, 1, '2020-01-25 16:24:25', NULL, 'empty'), (2, 'Como montar uma casinha para cachorro?', '

Muitas pessoas têm um cachorro em casa, por isso, também acabam precisando adquirir uma casinha para esse pet. Porém, isso não significa que você terá que desembolsar um grande valor.

', '

Visto que você mesmo pode construir a casinha do seu cachorro. Mas, não se preocupe, pois iremos lhe dar algumas de como montar uma casinha para cachorro.

\r\n

Com poucos materiais, algumas anotações e uma dose de paciência você poderá fazer esse projeto. Desse modo, aprenda a seguir como montar uma casinha para cachorro e faça uma excelente morada para o seu pet. Vamos lá?!

\r\n

5 dicas de como montar uma casinha para cachorro

\r\n

???? 1. Separe os materiais antecipadamente

\r\n

Para fazer uma casinha de cachorro há inúmeras possibilidades dependendo da sua criatividade. Todavia, todos elas acabam dependendo dos mesmos materiais tradicionais de uma casinha de madeira. São eles:

\r\n
  • \r\n
  • Tábuas de madeira;\r\n
  • Pregos;\r\n
  • Parafusos galvanizados;\r\n
  • Martelo;\r\n
  • Esquadro;\r\n
  • Caneta;\r\n
  • Chave Philips;\r\n
  • Folha de papel em branco;\r\n
  • Serrote ou makita;\r\n
  • Lona ou manta impermeável;\r\n
  • Alguns tecidos para melhorar a comodidade;\r\n
\r\n

Por necessitar de pouca quantidade, todos os itens estruturais são baratos e as ferramentas bastante acessíveis. Tente começar a construção com todos eles em mãos, isso evita que você tenha que parar no meio do processo.

\r\n

Conheça também: 8 ferramentas para jardinagem e paisagismo que vale a pena ter em casa.

\r\n

?? 2. Desenhe o modelo

\r\n

Cada projeto precisa de uma referência, por isso, escolha um modelo de casinha de cachorro para se basear. Depois disso, considere o tamanho do seu pet para definir as dimensões ideias, adapte as medidas para que seja confortável.

\r\n

Para escolher o modelo ideal, leve em conta se a casinha será em um local quente ou frio. Afinal, nem sempre é necessário fazer uma casinha com uma única entrada e saída de ventilação ou iluminação.

\r\n

Ter este projeto em mãos é importante para não se perder durante o desenvolvimento da casinha.

\r\n

?? 3. Faça uma base

\r\n

Para construir uma casinha que se mantenha seca e isolada do calor ou do frio é preciso fazer uma base. Ela é a fundação da estrutura e tem uma função importante no controle desses aspectos. Uma vez que ela deixa um espaço entre o chão e o piso da casinha que age como isolante térmico. 

\r\n

Desse modo, faça uma base que suspenda a casinha do chão. Afinal, uma casinha de cachorro sem uma base é mais fria no inverno e mais quente no verão. Sem falar que ela que sustentará as paredes, o teto e o próprio cachorro.

\r\n

?? 4. Faça uma cobertura eficaz

\r\n

O primeiro aspecto a ser observado na construção da cobertura é se ela tem uma queda d’água eficiente. A dica para não errar é fazer um telhado inclinado, isso possibilita que a chuva escoe. Não somente, considere a altura do cachorro, pois ele também precisa se esticar.

\r\n

Outra dica é cobrir todo o telhado com uma lona ou manta isolante para ajudar deixar a casinha bem seca. Para ajudar a deixá-la ainda mais bonita e com uma ótima cobertura você pode utilizar algumas telhas.

\r\n

???? 5. Personalize

\r\n

Por fim, a última dica de como montar uma casinha para cachorro é personalizar. Pintar a casinha além de valorizar o visual também ajuda a garantir maior durabilidade. Uma vez que a madeira pode se desgastar com o passar do tempo, sol e chuva. 

\r\n

Desse modo, aplique inicialmente uma camada de verniz para evitar os cupins e utilize tinta óleo nas paredes externas. O tempo médio de secagem é mais ou menos 2 dias até a utilização, leia a recomendação nas embalagens.

\r\n

Você pode, ainda, colocar plaquinhas, forrar o piso e até decorar no estilo da sua casa ou no tema que preferir. Esperamos ter lhe ajudado a conhecer algumas dicas práticas de como montar uma casinha para cachorro. Com carinho, tudo vai dar certo. Então, bom trabalho! Até mais.

', '0', 'c/a/casinha-para-cachorro.jpg', NULL, 1, 'como-montar-uma-casinha-para-cachorro', 0, 1, NULL, NULL, NULL, 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 14:49:44', '2022-04-22 14:51:19', 1, 1, '2020-01-06 10:49:44', NULL, 'empty'), (3, 'Consumo consciente: como fazer uma compra responsável e segura', '

Preocupar-se em fazer um consumo consciente é fundamental,  principalmente em momentos de crise. Com a crise mundial, provocada pelo Coronavírus, por exemplo, o melhor é fazer a sua parte e ter empatia pelas outras pessoas.

', '

Portanto, hoje, mais do que nunca, devemos aplicar o consumo consciente para garantir a segurança pessoal e de toda a sociedade. 

\r\n

Pensando nisso, selecionamos as principais dicas para fazer uma compra responsável e segura durante essa fase. Conheça a seguir cada uma delas e garanta que a compra dos seus produtos ocorra da melhor forma.

\r\n

4 dicas para ter um consumo consciente durante a epidemia do Coronavírus

\r\n

1. Não estoque alimentos, remédios ou qualquer outro produto essencial

\r\n

Estocar suprimentos essenciais é o primeiro passo para fazer com que o fornecimento local entre em colapso. 

\r\n

Isso porque, se todo mundo pensar em comprar os mesmos itens em grande quantidade, o mercado não terá estoque suficiente. Assim, além de faltar para quem precisa, o valor dos poucos produtos disponíveis subirá desproporcionalmente. Portanto, pense também no próximo e evite o desabastecimento.

\r\n

2. Não deixe o pânico tomar conta de você

\r\n

Muitas vezes, o medo fomenta determinadas ações que são desnecessárias e irresponsáveis. 

\r\n

Com o Coronavírus, por exemplo, o governo determinou que os supermercados, farmácias e outros estabelecimentos essenciais permanecem funcionando. Desse modo, não há motivos para alimentar o pânico sobre o abastecimento dos itens básicos. 

\r\n

Apesar disso, temos um exemplo recente do consumo descontrolado com o álcool em gel. Por ser um item útil para manter as mãos higienizadas, muitas pessoas compraram para estocar. Consequentemente, isso gerou a ausência de álcool em gel em diversas cidades, prejudicando o abastecimento.

\r\n

Tendo isso em mente, seja realista e não pessimista, agir no impulso do medo só gera prejuízos coletivos.

\r\n

3. Compre sem sair de casa

\r\n

Por mais difícil que seja passar por uma crise, seguir as orientações é um fator fundamental para sobrevivermos e a superarmos. Em se tratando da epidemia do Covid-19, o melhor a se fazer é seguir as orientações de saúde. Por isso, evitar aglomerações e fazer compras online ou por telefone se tornou a opção mais segura e sensata.

\r\n

Consumir não é o problema, se é feito de forma responsável e sustentável. Então, quando houver opções que lhe permitam comprar sem sair de casa, aproveite-as. 

\r\n

?? O Depósito Savassi também se preocupa com a saúde e integridade física de todos. Por isso, também oferecemos opções de compras pelo WhatsApp 31992830100 ou pelo telefone (31) 3282-1530, para quem mora em Belo Horizonte-MG.

\r\n

4. Se tiver que sair para comprar, tenha cuidado

\r\n

Dependendo da região e da sua necessidade, muitas vezes é preciso ir à rua comprar algum item. 

\r\n

?? Como o Coronavírus é muito contagioso e tem a sua transmissão pela saliva, alguns cuidados devem ser tomados nessas horas. Por isso:

\r\n
  • \r\n
  • a menos que você não tenha outra opção, que seja depender de outra pessoa para comprar, vá sozinho(a);\r\n
  • evite ao máximo comprar em locais com aglomerações;\r\n
  • evite levar a sua mão ao rosto;\r\n
  • toque apenas no que for necessário;.\r\n
  • higienize a sua mão sempre que possível;\r\n
  • deixe os calçados do lado de fora quando retornar para casa;\r\n
  • isole as roupas utilizadas na rua para lavá-las e tome um banho;\r\n
  • higienize as embalagens e itens que tiveram contato direto como cartões, produtos, etc.\r\n
\r\n

Esperamos que com essas dicas de consumo consciente você possa comprar sem correr ou oferecer riscos. O consumo consciente é indispensável para superarmos essa etapa em que cada um deve fazer a sua parte. Até mais!

', '0', 'c/o/consumo-consciente-contra-o-coronav_rus.jpg', NULL, 1, 'consumo-consciente-como-fazer-uma-compra-responsavel-e-segura', 0, 1, NULL, NULL, NULL, 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 14:53:49', '2022-04-22 14:53:49', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (4, 'Areia ensacada em BH: por que comprar no Depósito Savassi? ', '

Encontrar uma areia ensacada em BH pode ser mais fácil do que imagina. Aqui no Depósito Savassi você encontra esse produto e diversos outros. 

', '

Todavia, você já conhece os benefícios da areia ensacada?

\r\n

Nem todo mundo ainda os conhece, por isso, selecionamos as principais vantagens desse produto. Inclusive, vamos te explicar por que utilizar uma boa areia ensacada em BH pode garantir a economia na sua obra. Desse modo, conheça um pouco mais sobre cada uma dessas questões a seguir. 

\r\n

Areia ensacada em BH: por que comprar no Depósito Savassi? 

\r\n

Principais vantagens da areia ensacada

\r\n

A areia é um elemento fundamental na construção, pois pode ser utilizada em diversas etapas. Isto é, desde as fundações até as coberturas, estruturas, vedações e acabamentos. No entanto, deve ser escolhido um tipo areia para cada finalidade. Visto que a variação da granulometria e a pureza do material influencia muito na sua capacidade estrutural.

\r\n

A areia ensacada, como seu nome já sugere, se trata de uma areia que foi embalada. Por conta disso, ela possui algumas vantagens se comparada às outras que são vendidas sem passar por esse processo. 

\r\n

Entre as vantagens da areia ensacada em comparação com a areia que não é ensacada, podemos citar:

\r\n
  • \r\n
  • protege a areia da umidade;\r\n
  • possibilita grande redução no desperdício do produto;\r\n
  • é muito mais prático para realizar o seu armazenamento;\r\n
  • permite ser armazenada por mais tempo;\r\n
\r\n

Além disso, também há variações de areia ensacada em BH que reduz o tempo da obra. Um exemplo disso é areia ensacada que já vem peneirada, dispensando esse processo para os funcionários.

\r\n

Veja também: o que é construção sustentável e por que abraçar essa ideia.

\r\n

Porque comprar areia ensacada em BH no Depósito Savassi? 

\r\n

A escolha da areia é determinante nas obras e reformas. Principalmente porque ela precisa ser de excelente qualidade e depende de escolhida conforme a finalidade da obra. Tendo em vista todos esses aspectos, o Depósito Savassi sabe como oferecer a melhor oferta.

\r\n

Além de vender a areia ensacada, o Depósito também oferece um produto diferenciado para sua obra. Pois, além da variação média ou fina, ela já vai lavada e peneirada para facilitar na hora da aplicação. Consequentemente, você adquire um produto que assegura qualidade, segurança e economia de tempo e dinheiro para a sua obra. 

\r\n

areia ensacada lavada e peneirada (Fina e Média) do Depósito Savassi é vendida no saco de 20kg. Já a areia média ensacada e lavada é vendida em sacos de 40kg, sendo cada saco referente a duas latas.

\r\n

Portanto, há diversas variações de areia ensacada para a maior cobertura das diversas necessidades dos consumidores. 

\r\n

Escolha a melhor opção de areia ensacada em BH para a sua obra!

\r\n

Agora que você conhece as vantagens de uma excelente areia ensacada em BH, garanta o melhor para a sua obra. Afinal, pela economia de tempo, segurança e de dinheiro vale a pena confiar. Esperamos ter lhe ajudado encontrar as melhores opções de areia para a sua obra. Até mais!

', '0', 'a/r/areia-enscada-bh-1.jpg', NULL, 1, 'areia-ensacada-em-bh-por-que-comprar-no-deposito-savassi', 0, 1, NULL, NULL, NULL, 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 14:55:00', '2022-04-22 14:55:00', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (5, 'Qual a diferença entre os tipos de cimentos?', '

Você sabia que, existem 11 tipos de cimentos diferentes? Se ainda não os conhece, descubra então, a diferença entre cimento: CP1, CP2, CP3, CP4, CP5, RS, BC e, CPB.

', '

Você sabia que, existem 11 tipos de cimentos diferentes? Se ainda não os conhece, descubra então, a diferença entre cimento: CP1, CP2, CP3, CP4, CP5, RS, BC e, CPB.

\r\n

São 11 os tipos cimento Portland reconhecidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Possuindo características próprias de composição, cada cimento é recomendado para um determinado uso. Isso porque, a composição pode influenciar diretamente na solidez, impermeabilidade e resistência.

\r\n


Porque são chamados de Portland?

\r\n


Utilizados em grande maioria, na construção civil, os cimentos Portland, possuem esse nome devido uma homenagem a uma ilha britânica. Isso porque, Joseph Aspdin (quem patenteou), reconheceu a cor, durabilidade e solidez, desses cimentos, semelhantes às rochas da ilha Portland.

\r\n


Características e diferença entre cimento: CP1, CP2, CP3, CP4, CP5, RS, BC e, CPB

\r\n


Aprenda agora, um pouco mais de cada um dos tipos e, a diferença entre cimento: CP1, CP2, CP3, CP4, CP5, RS, BC e, CPB. 
CP I (Cimento Portland Comum).

\r\n


Também conhecido no mercado brasileiro como CP, esse é o mais simples dos cimentos. Ele foi o precursor dos outros cimentos, pois diversas pesquisas e novos produtos, surgiram da sua composição.

\r\n

Atualmente, esse cimento quase não é mais encontrado no nosso mercado. A sua composição, requer apenas clínquer e gesso, sem nenhum outro aditivo.

\r\n

No que se refere a sua resistência, é de: 25 MPa (Mega Pascal, unidade de pressão).

\r\n


CP I-S (Cimento Portland Comum com Adição)

\r\n


Muito semelhante ao Cimento Portland Comum, a sua diferenciação, está no acréscimo de material pozolânico em sua mistura. Esse acréscimo, representa até 5% da composição, para possibilitar maior capacidade de impermeabilização.

\r\n

Quanto a sua resistência, é também de: 25 MPa.

\r\n


CP II-E (Cimento Portland Composto com Escória de Alto Forno)

\r\n


O Cimento Portland Composto com Escória de Alto Forno, possui esse nome devido ao acréscimo de escória siderúrgica. Essa incorporação de 6% a 34%, contribui para que, o cimento, gere menos calor na reação química com água.

\r\n

Esse cimento, é indicado para estruturas que necessitam de um desprendimento de calor mais lento.

\r\n

Como por exemplo, lançamentos maciços de concreto. Pois, normalmente, o volume da concretagem e a superfície pequena, diminui a capacidade de resfriamento da massa. Além disso, o CP II-E é interessante para proteger estruturas que possam ser atacadas por sulfatos do solo.

\r\n

A sua resistência é de: 25, 32 e 40 MPa.

\r\n


CP II-Z (Cimento Portland Composto com Pozolana)

\r\n

Sendo o cimento mais popular e, utilizado, no mercado brasileiro, o CP II-Z , é recomendado para aplicações gerais. A sua constituição contendo de 6% a 14% de pozolana, disponibiliza mais impermeabilidade e conservação. Por isso, pode ser utilizado em:

\r\n
  • \r\n
  • pavimentos de concreto;\r\n
  • argamassas de chapisco;\r\n
  • assentamentos e revestimentos;\r\n
  • pisos, contrapisos e grautes;\r\n
  • concreto protendido;\r\n
  • concreto armado e usinado;\r\n
  • estruturas marítimas;\r\n
  • industriais e subterrâneas.\r\n
\r\n

Dessa forma, esse cimento pode ser usado, tanto para concretos, quanto para argamassas em geral. A sua resistência é de: 25, 32 e 40 MPa.

\r\n


CP II-F (Cimento Portland Composto com Fíler)

\r\n

Também sendo um dos mais utilizados no país, o CP II-F, é formado por cerca de 6% a 10% de fíler (material carbonático). Tornando-o aplicável em estruturas de concreto armado, pisos, pavimentos, argamassas de assentamento e revestimento.

\r\n

A sua resistência pode variar de: 25, 32 a 40 MPa.
CP III (Cimento Portland de Alto Forno)
Com cerca de 35% a 70% de escória na sua constituição, faz com que cimento possua:

\r\n
  • \r\n
  • ótima impermeabilidade;\r\n
  • durabilidade;\r\n
  • baixo calor de hidratação;\r\n
  • alta resistência a expansão;e\r\n
  • boa resistência a sulfatos.\r\n
\r\n

Por esses motivos, o CP III, é indicado para estruturas de grande porte e agressividade, como:

\r\n
  • \r\n
  • fundações de máquinas;\r\n
  • barragens;\r\n
  • afluentes;\r\n
  • pontes;\r\n
  • pavimentação de estradas; e\r\n
  • pistas de aeroporto.\r\n
\r\n

A sua resistência também pode variar de: 25, 32 e 40 MPa.

\r\n


CP IV (Cimento Portland Pozolânico)

\r\n

Variando de 15% e 50% de material pozolânico, esse cimento, possui uma grande capacidade de:

\r\n
  • \r\n
  • impermeabilização;\r\n
  • conservação;\r\n
  • resistência a compressão mecânica; e\r\n
  • resistência a materiais ácidos, especialmente sulfato.\r\n
\r\n

Devido às suas características, o CP IV, é indicado na concretagem de grandes volumes. Da mesma forma, por também ser pouco poroso, pode ser utilizado em locais expostos a água corrente. A sua resistência é de: 25 e 32 MPa.

\r\n


CP V-ARI (Cimento Portland de Alta Resistência Inicial)

\r\n

O CP V- ARI, possui reação acelerada, ao ponto que, em poucas horas, ele consegue atingir resistências elevadas.

\r\n

Atingindo cerca de 26 MPa logo no primeiro dia, esse cimento continua ganhando resistência até os 28 dias. Possibilitando assim, atingir valores mais elevados que os outros cimentos, o que proporciona maior rendimento ao concreto.

\r\n

Por isso, ele é conveniente para obras industriais, preparo de concreto e, argamassa para produção de artefatos de cimento, como:

\r\n
  • \r\n
  • lajes;\r\n
  • postes;\r\n
  • tubos;\r\n
  • meio-fio e muitos outros.\r\n
\r\n

CP-RS (Cimento Portland Resistente a Sulfatos)

\r\n

O principal diferencial desse tipo de cimento, é a sua alta resistência a sulfatos. Por esse motivo, ele é largamente utilizado em locais muito expostos a sulfatos, como:

\r\n
  • \r\n
  • estações de tratamento;\r\n
  • redes de esgoto;\r\n
  • ambientes industriais;\r\n
  • regiões litorâneas;\r\n
  • subterrâneas; e\r\n
  • marítimas.\r\n
\r\n

A sua resistência pode variar de: 25, 32 a 40 MPa.

\r\n


CP-BC (Cimento Portland de Baixo Calor de Hidratação)

\r\n


Esse cimento, abrange uma série de outros cimentos já citados anteriormente. Isto é, quando designado, por siglas e classes de seu tipo, esses cimentos recebem a nomenclatura BC.

\r\n

Por exemplo: CP III-32 (BC)

\r\n

Os CP-BC, é o Cimento Portland de Alto-Forno, com baixo calor de hidratação, determinado pela sua composição. Tais características têm como princípio, retardar o desprendimento de calor em peças de grande massa de concreto.

\r\n

Segundo a ABNT NBR 16697, são cinco tipos básicos de cimento CP-BC: CP I, CP II, CP III, CP IV e CP V – ARI.

\r\n

Sobre a sua resistência pode variar de: 25, 32 a 40 MPa.

\r\n


CPB (Cimento Portland Branco)

\r\n


Se diferenciando dos demais, principalmente pela sua coloração, o CPB se origina da pulverização de um clínquer de CP branco. Em que, por meio da redução do teor de óxido de ferro, desse clínquer, pode-se produzir cimentos de cores claras.

\r\n

O Portland Branco se divide em dois tipos: o estrutural, usado para fins arquitetônicos; e o não estrutural, recomendado para rejunte de cerâmicas.

\r\n

A sua resistência varia de: 25, 32 e 40 MPa.

\r\n

Escolha o cimento certo!

\r\n

Agora que você conheceu a diferença entre cimento: CP1, CP2, CP3, CP4, CP5, RS, BC e, CPB, esperamos ter te ajudado.

\r\n

Cada cimento, como viu, possui características que podem favorecer um determinado tipo de estrutura. Desse modo, quando for escolher um cimento, verifique a sua compatibilidade com que pretende realizar.

\r\n

Por tudo isso, faça ótimas escolhas e, até a próxima!

\r\n

', '0', 't/i/tipos_de_cimento.jpg', NULL, 1, 'tipos-de-cimento', 0, 1, 'Tipos de cimento', 'tipos de cimento', 'Você sabia que, existem 11 tipos de cimentos diferentes? Se ainda não os conhece, descubra então, a diferença entre cada um deles.', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 15:05:11', '2022-04-22 15:05:11', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (6, '10 casas pequenas que ficaram incríveis após a reforma', '

Se você deseja fazer uma reforma na sua casa e, precisa de algumas inspirações, nós temos ótimos exemplos para você.

', '

Se você deseja fazer uma reforma na sua casa e, precisa de algumas inspirações, nós temos ótimos exemplos para você. Veja portanto, 10 exemplos de reformas em casas pequenas que ficaram incríveis!

\r\n

Excelente reforma de casa popular

\r\n

Este vídeo do canal “ARQIDEIA”, se trata de uma reforma de ampliação e decoração.

\r\n

 

\r\n

Nesta reforma teve ainda, a troca da pintura, novas molduras e aplicação de painéis em porcelanato. Criando assim, uma fachada mais viva e contemporânea. 

\r\n

 

\r\n

O mais inovador dessa reforma, é como os arquitetos conseguiram ampliar a casa sem parecer que é uma adaptação. O que demonstra, por sua vez, que casas pequenas podem ter ampliação sem problemas.

\r\n

Surpreendente antes e depois 

\r\n

Paredes sem reboco, infiltrações e, pintura interna danificada, nada disso impediu que a reforma dessa casa ficasse incrível. Na realidade, é o seu antes e depois que mostra o quão positivo pode ser uma reforma.

\r\n

 

\r\n

Neste vídeo do canal “EM BOA HORA” é possível notar várias alterações na casa. Desde um melhor acabamento nas paredes, à troca de cerâmicas, portas e móveis. Tudo isso, deixou o ambiente mais aconchegante e bonito.

\r\n

Reforma de uma casa da década de 40

\r\n

Nessa série de reformas, o Fábio Basso, reforma uma antiga casa alemã construída em Joinville na década de 40. 

\r\n

 

\r\n

A reforma inicialmente, partiu do princípio de ampliar o espaço interno da casa. Foi então que, durante a eliminação de uma parede interna, o Fábio, notou que se tratavam de tijolos maciços. Esses tijolos então, foram expostos em uma das paredes internas, dando um ar muito acolhedor a toda a decoração. 

\r\n

 

\r\n

Essa aparência mais rústica, pode ser ainda mais evidenciada na sala, devido ao compensado naval e o pé direito mais alto. Contribuindo também, para o aumento da ventilação. Pois antes do fôrro de compensado naval ser colocado, teve a instalação de uma manta térmica.

\r\n

 

\r\n

Em seguida, foi feito o revestimento das paredes da sala com cerâmicas e peças de PVC. Quanto ao restante da decoração e móveis, o objetivo foi a mesclagem do vintage com o contemporâneo. 

\r\n

 

\r\n

Já a reforma da cozinha, seguiu o mesmo princípio e ficou bem legal, vale a pena conferir.

\r\n

Reforma de banheiro antigo

\r\n

Uma das principais dificuldades de renovar as casas pequenas é reformar o banheiro. Sendo por isso, que separamos este antes e depois do canal “Doma Arquitetura” para você se inspirar. 

\r\n

 

\r\n

Se tratando de um banheiro pequeno e antigo, o objetivo era fazer um design atemporal e com espelho grande. 

\r\n

 

\r\n

O resultado ficou incrível, tendo cada detalhe muito bem colocado, fazendo um belo contraste com o estilo minimalista. 

\r\n

 

\r\n

Veja também aqui, quanto custa reformar um banheiro em Belo Horizonte.

\r\n

Outras fotos do antes e depois de casas pequenas

\r\n

Revestimento faz a diferença:

\r\n

https://www.instagram.com/p/BOA7gvogaWs/?utm_source=ig_embed

\r\n

 

\r\n

Olha só como os espelhos podem ampliar o ambiente:

\r\n

https://www.instagram.com/p/BDrJZ1uB73K/?utm_source=ig_embed

\r\n

 

\r\n

Combine outras cores com o piso e a marcenaria para dar mais vida ao espaço:

\r\n

https://www.instagram.com/p/7888G0B7zw/?utm_source=ig_embed

\r\n

 

\r\n

Outro exemplo de como o revestimento pode mudar o ambiente:

\r\n

https://www.instagram.com/p/BsL13gwBVhc/

\r\n

 

\r\n

Olha como essa fachada ficou linda:

\r\n

https://www.instagram.com/p/BN8O1gdj963/

\r\n

 

\r\n

É sempre possível aproveitar um espaço com muito estilo:

\r\n

https://www.instagram.com/p/BL_jhxLB2ma/

\r\n

Reformar uma casa é muito gratificante

\r\n

Agora que você viu esses exemplos de reformas em casas pequenas, esperamos ter te ajudado a encontrar novas ideias. 

\r\n

 

\r\n

Vale lembrar que, se reformar em Belo Horizonte, você pode contar com uma empresa que leva a sério o consumidor. Entre em contato com a Depósito Savassi e faça um orçamento sem compromisso! 

\r\n

 

\r\n

Por tudo isso, boas reformas e até a próxima.

\r\n

 

', '0', 'r/e/reformas_em_casas_pequenas.jpg', NULL, 1, 'reformas-em-casas-pequenas', 0, 1, 'reformas em casas pequenas', 'reformas em casas pequenas', 'Se você deseja fazer uma reforma na sua casa e, precisa de algumas inspirações, nós temos ótimos exemplos para você.', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:44:34', '2022-04-22 17:44:34', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (7, 'Como pintar janela?', '

Alguns reparos, você pode fazer sem precisar contratar um profissional, como pintar janela, seja ela, de madeira ou de metal. Veja então, como pintar janela de metal ou de madeira, de forma simples, com as nossas dicas.

', '

Alguns reparos, você pode fazer sem precisar contratar um profissional, como pintar janela, seja ela, de madeira ou de metal. Veja então, como pintar janela de metal ou de madeira, de forma simples, com as nossas dicas.

\r\n

Como pintar janela de madeira

\r\n

O primeiro passo, é a preparação da madeira. Nesse sentido, para uma janela que nunca foi pintada, tenha em mãos: 

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    uma espátula larga;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    uma espátula estreita;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    lixas entre 150 a 220, conforme a madeira;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    fundo preparador;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    luvas de borracha;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    jornais ou revistas velhas;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    máscara (para proteger do pó);

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    massa para madeira;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    tinta esmalte;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    pincel, rolo, ou compressor e;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    óculos de proteção.

    \r\n\r\n
\r\n

Como preparar a madeira

\r\n

Depois de separar todos esses ítens, isole a área em que irá trabalhar e, siga o passo a passo:

\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    passe um fundo preparador, com o auxílio de um pincel, em toda superfície de madeira e espere até secar; 

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    utilizando uma máscara e a lixa adequada, lixe a superfície de madeira até ficar lisa e, retire toda poeira que restar;

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    coloque as luvas e, com as 2 espátulas: pegue a massa com a espátula estreita e espalhe com a espátula larga, para fazer a aplicação;

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    aplique a massa de forma que fique uniforme;

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    após a secagem da massa, lixe novamente a superfície.

    \r\n\r\n
\r\n

Pintura da janela de madeira

\r\n

Concluídos todos esses passos, é a hora da pintura. Portanto, retire todo o pó e, prepare a tinta esmalte, conforme o indicado pelo fabricante. 

\r\n

Forre o chão com os jornais e revistas velhas. Em seguida, aplique 2 a 3 demãos de tinta com rolo, pincel ou compressor. Todavia, aguarde 24 horas para a secagem da tinta entre uma demão e outra de tinta.

\r\n

Lembre-se sempre de utilizar os equipamentos de proteção em todas essas etapas.

\r\n

Como pintar janela de metal

\r\n

Para pintar a sua janela de metal, é preciso antes, que separe os seguintes materiais:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    lixa para remoção de tinta de metais (a lixa deverá ser escolhida segundo o metal que será lixado);

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    solvente para limpeza de peças em metal;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    tinta zarcão para proteção de ferro;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    primer para proteção de alumínio ou aço galvanizado;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    tinta esmalte ou tinta óleo, conforme o tipo de metal;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    rolo e pincel pequeno;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    pano ou flanela para limpeza do metal;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    fita adesiva;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    luvas de borracha;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    máscara de proteção;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    óculos de proteção;

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    jornais ou revistas velhas.

    \r\n\r\n
\r\n

Preparação do metal para receber a pintura

\r\n

Inicialmente, retire todos os objetos próximos, para evitar a sujeira ou o acúmulo de pó. Em seguida, forre o local com jornais ou revistas velhas, para evitar que o piso fique sujo de tinta. 

\r\n

Feito isso, munido dos equipamentos de proteção, lixe a superfície do metal, para retirar ferrugem e a tinta velha. Em alguns tipos de ferrugem, utilize uma esponja de aço para facilitar a sua remoção. 

\r\n

Se a pintura antiga estiver em mau estado, aplique um removedor com um pincel e, deixe agir por 20 minutos. Após esse intervalo, retire a tinta amolecida com o auxílio de uma espátula.

\r\n

Remova também, toda gordura e restos de tinta, com um pano umedecido em aguarrás e, deixe secar por 30 minutos.

\r\n

Pintura da janela de metal

\r\n

Em janelas de ferro, aplique uma ou duas demãos de tinta zarcão. 

\r\n

Já para janelas de alumínio ou aço galvanizado, passe uma ou duas demãos de primer. 

\r\n

Aguarde a secagem completa, e aplique duas demãos de tinta óleo ou tinta esmalte, sobre o metal. Lembrando que, é necessário esperar a primeira demão secar, antes de iniciar a segunda demão.

\r\n

Ainda quando for pintar, busque não deixar o pincel muito úmido, para que a tinta não escorra pelo local a ser pintado. A mesma dica, também serve para os rolos e o excesso de aplicação com o compressor.

\r\n

Como proteger o vidro da janela

\r\n

Para proteção do vidro da janela, temos uma super dica. Ela é uma fórmula muito simples, feita com 2 partes de cola branca e 1 parte de detergente de cozinha.

\r\n

Basta misturar esses ingredientes e com um pincel, aplicar no vidro. Fazer isso, contribui para que se forme uma película que protegerá o vidro da tinta. Ou seja, sem manchas e, sem retrabalhos. Veja neste vídeo como funciona.

\r\n

Tenha um excelente trabalho

\r\n

Agora que você sabe como pintar janela de madeira e de metal, esperamos ter lhe ajudado a realizar ótimos acabamentos. 

\r\n

 

\r\n

Como vimos, a pintura de janelas exige um tempo para cada etapa, então sem pressa se quiser um bom resultado. Até a próxima!

\r\n


Conheça também: 10 casas pequenas que ficaram incríveis após a reforma.

', '0', 'c/o/como-pintar-janela.jpg', NULL, 1, 'como-pintar-janela', 0, 1, 'como pintar janela', 'como pintar janela', 'Alguns reparos, você pode fazer sem precisar contratar um profissional, como pintar janela, seja ela, de madeira ou de metal. Veja as nossas dicas!\r\n\r\n', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:47:17', '2022-04-22 17:47:17', 1, 1, '2022-04-22 17:47:17', NULL, 'empty'), (8, 'Como restaurar móveis de madeira? Veja como fazer e o que usar!', '

Se você deseja renovar seu ambiente gastando pouco, restaurar móveis de madeira pode ser uma ótima solução. Pois você conseguirá fazer, com seus próprios móveis antigos, um espaço lindo e moderno. Saiba como!

', '

Se você deseja renovar seu ambiente gastando pouco, restaurar móveis de madeira pode ser uma ótima solução. Pois você conseguirá fazer, com seus próprios móveis antigos, um espaço lindo e moderno. Sem falar, é claro, que não vai ter que gastar muito, pois a base dos móveis você já possui. 

\r\n

 

\r\n

Conheça agora tudo que precisa.

\r\n

Materiais necessários

\r\n

Para restaurar móveis de madeira, alguns materiais são fundamentais. Neste sentido, vamos te mostrar uma lista de todos os materiais necessários. É válido lembrar que esta lista pode variar de acordo o estado do seu móvel.

\r\n

Lista básica para iniciar sua restauração:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Cola para madeira;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Lixas;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Massa para acabamento em madeira;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Rolos e pincéis;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Tinta para madeira na cor desejada;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Pano úmido para limpeza do móvel;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Fundo preparador para metais e madeiras;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Verniz protetor para madeira;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Jornal velho para proteger o chão.

    \r\n\r\n
\r\n

Busque selecionar os materiais que serão usados na reforma com antecedência. Assim, não terá que parar no meio da restauração, caso falte algum. O mesmo também é válido para organização do local de trabalho e observação das necessidades do móvel. 

\r\n

Dicas para escolher as lixas

\r\n

Lixas com diferentes gramaturas são específicas para diversos acabamentos e necessidades. Tendo isso em mente, listamos para você as particularidades de cada uma para escolher de acordo o seu objetivo:

\r\n

Para primeira pintura 

\r\n

100 a 220. Recomendado para remover farpas e contaminantes.

320 a 360. Recomendado para lixar massa a óleo e fundo nivelador para deixar uniforme a superfície.

320 a 400. Recomendado para lixar entre demãos do acabamento com esmalte sintético, para obter um acabamento fino.

\r\n

Para repintar

\r\n

320 a 400. Recomendado para melhorar a ancoragem e lixamento entre demãos para um acabamento fino.

\r\n

Para envernizar

\r\n

100 a 220. Recomendado para remover farpas e contaminantes.

320 a 500: Recomendado para reenvernizar o móvel e lixar entre demãos para remover o restante das farpas. São ótimas para aprimorar a ancoragem e o lixamento entre demãos para um acabamento mais fino.

\r\n

O canal empoeirados tem este vídeo que ensina como lixar a madeira, além de outras dicas sobre as lixas.

\r\n

Dicas antes de pintar e restaurar móveis de madeira

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Tenha paciência. Não adianta tentar correr nos procedimentos, pois pode prejudicar o resultado final do seu móvel.

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Encontre um espaço bem iluminado e ventilado para trabalhar e para melhor executar seus processos.

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Proteja o chão e outros móveis de sujeiras e respingos de tinta com jornais velhos ou lonas de plástico. Utilize ainda, luvas e óculos de proteção, para não ocorrer nenhum acidente durante sua restauração.

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Estude seu móvel e veja o que deverá ser realizado na reforma.

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Retire gavetas, puxadores, dobradiças e todas as partes que podem ser removidas. Isto garante que não respingue tinta em partes que não deveriam.

    \r\n\r\n
\r\n

Ambiente preparado e materiais dispostos, é hora de colocar a mão na massa. 

\r\n

Passo a passo para restaurar seus móveis de madeira

\r\n

Veja agora um passo a passo de como restaurar seus móveis de madeira:

\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Limpe seu móvel: faça uso de panos úmidos e flanelas para tirar as sujeiras acumulados.

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Corrija as imperfeições: utilize da massa corrida para madeira para reparar partes danificadas, como fissuras, superfícies lascadas e amassados.

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Lixe o móvel: lixe seu móvel para tirar sujeiras, tintas, resíduos, verniz e outros revestimentos antigos. Fazer isso, contribui também para que a nova tinta consiga aderir ao móvel mais facilmente.

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Tire os resíduos: após lixar seu móvel, tire todo o pó e sujeiras restantes com uma flanela ou pano.

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Pinte o móvel: pinte seu móvel utilizando os rolos de espuma e os pincéis, com movimentos na mesma direção, em sentido único. Aguarde o tempo de secagem e dê mais uma demão de tinta.

    \r\n\r\n
  1. \r\n
  2. \r\n

    Recoloque as peças retiradas: após a segunda camada de tinta ter secado, coloque os acessórios de volta.

    \r\n\r\n
\r\n

 

\r\n

No fim destas 6 etapas, sua restauração já estará pronta. Ao longo dela, se atente se serão necessárias repetir ou incluir novos processos. Como, por exemplo, dar outra demão de tinta ou, passar produtos como a Resina Epoxi para dar um acabamento diferenciado. 

\r\n

Outros exemplos e dicas para restauração de móveis de madeira

\r\n

Esta restauração da Veronica Kraemer é muito interessante pois se trata de um móvel muito antigo. Com a sua escolha de cores, o visual ficou bem moderno sem perder as suas características dos anos 60.

\r\n

Como personalizar seu móvel

\r\n

Esse vídeo do canal “Meu Móvel de Madeira”, prova que não só de pintura se faz uma reforma. Inclusive sua dica de combinação de pintura e adesivagem, é excelente para quem quer deixar o móvel único.

\r\n

Como restaurar um guarda roupa

\r\n

O guarda roupa da Gi era de um tom que não combinava com seu quarto. Ela decidiu, então, restaurá-lo mudando sua cor para ficar mais harmonioso. O resultado vale a pena conferir.

\r\n

Como pintar MDF e MDP

\r\n

A Karla Amadori tira todas as dúvidas neste vídeo, sobre como pintar móveis de MDF, MDP e compensados com fórmica. 

\r\n

Mãos à obra

\r\n

Com paciência e dedicação, vimos que dá mudar todo o ambiente apenas restaurando seus móveis antigos. Por isso, se você tem algum móvel que quer personalizar ou renovar, não perca tempo e faça do seu jeito.

\r\n

Esperamos ter te ajudado a entender mais sobre como restaurar móveis de madeira, mdf ou mdp. Tenha em mente que quanto mais você se dedicar ao seu projeto, mais incrível ele ficará. Por tudo isso, ótimas restaurações e até a próxima! 

\r\n



', '0', 'c/o/como_restaurar_m_veis_de_madeira.jpg', NULL, 1, 'como-restaurar-moveis-de-madeira', 0, 1, 'Como restaurar móveis de madeira', 'Como restaurar móveis de madeira', 'Aprender como restaurar móveis de madeira irá te ajudar a economizar e, principalmente, dar uma cara nova para qualquer ambiente da sua casa. Aprenda!', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:49:39', '2022-04-22 17:49:39', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (9, 'Cores dos capacetes de construção civil: descubra o significado!', '

Você já parou para pensar se essas cores dos capacetes de construção civil têm algum significado? Pois saiba que sim e é sobre isso que lhe explicaremos agora.

', '

Talvez, por diversas vezes, você já deve ter visto algumas pessoas trabalhando nas obras com capacetes de cores diferentes. Mas, você já parou para pensar se essas cores dos capacetes de construção civil têm algum significado?

\r\n

Pois saiba que sim e é sobre isso que lhe explicaremos agora.

\r\n

A necessidade do capacete na construção civil

\r\n

Voltado principalmente a prevenir possíveis riscos na região da cabeça e crânio, os capacetes protegem contra:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    acidentes com quedas de objetos;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    proteção contra o sol, para os trabalhos externos;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    possíveis queimaduras; e

    \r\n\r\n
  • \r\n

    choques elétricos.

    \r\n\r\n
\r\n

Por isso, a Norma Regulamentadora de Equipamento de Proteção Individual (NR-6 EPI), definiu que os capacetes, são itens de proteção obrigatórios em obras.

\r\n

O que a lei determina sobre os capacetes e EPIs

\r\n

Segundo a norma NR-6 EPI, todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) precisam ser disponibilizados de forma gratuita aos empregados. Necessitando ainda, de estarem em perfeito estado, e adequados aos diferentes riscos que seus usuários estarão expostos.

\r\n

 

\r\n

Estes equipamentos devem ser analisados também pela qualidade do produto, o prazo de validade, e com aprovação da SSST. A Secretaria de Segurança e Saúde no Trabalho (SSST), se trata de um órgão, que atua em âmbito nacional. Administrando, aconselhando e supervisionando, o controle da saúde e, da segurança ocupacional.

\r\n

É dever do empregador também fornecer treinamentos e orientações ao trabalhador. Dando todo o suporte necessário sobre o uso adequado e à conservação de seus EPIs. 

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    À vista de possíveis danos ou perdas destes equipamentos, a sua substituição deverá ser realizada imediatamente.

    \r\n\r\n
\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Caso um empregado for flagrado sem o uso do capacete, a multa irá ser aplicada ao empregador.

    \r\n\r\n
\r\n

O significado das cores dos capacetes de construção civil

\r\n

Apesar de não ter nenhuma norma reguladora, sobre as cores dos capacetes, existe uma constância própria de cada cor para às atividades específicas. 

\r\n

Com intuito de simplificar o reconhecimento das diferentes hierarquias e atividades numa obra, as cores frequentemente utilizadas são:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    branco e cinza: engenheiros, mestres e encarregados;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    azul: pedreiros;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    verde: serventes e operários;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    vermelho: carpinteiros de forma;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    laranja: eletricistas;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    preto: técnicos de Segurança do trabalho;

    \r\n\r\n
  • \r\n

    marrom ou amarelo: visitantes.

    \r\n\r\n
\r\n

 

\r\n

As cores também são importantes pois se destacam a distância, o que favorece no atendimento em casos de socorro.

\r\n

Capacetes são indispensáveis, então, use-os corretamente

\r\n

Fazer o uso dos capacetes na construção civil é, sem dúvidas, uma das responsabilidades mais importantes dos gestores de obras.

\r\n

Vale lembrar ainda que, se houver qualquer desconforto, equipamento danificado, dúvidas na utilização, o funcionário deverá recorrer. 

\r\n

Sendo o técnico de segurança no trabalho ou o SESMT, que devem dar as orientações corretas ou oferecer o equipamento adequado. Pois são estes, os agentes na empresa, responsáveis em promover a saúde e, proteger os trabalhadores no local de trabalho.

\r\n

Por tudo isso, podemos concluir que a melhor prevenção é investir em treinamentos, profissionais e equipamentos de segurança. Uma vez que, quanto maiores as prevenções, menores serão, as chances de algum risco.

\r\n

Esperamos ter contribuído na sua compreensão do tema, até a próxima!

', '0', 'c/o/cores_dos_capacetes_de_constru_o_civil.jpg', NULL, 1, 'cores-dos-capacetes-de-construcao-civil', 0, 1, 'cores dos capacetes de construção civil', 'cores dos capacetes de construção civil', 'Você já parou para pensar se essas cores dos capacetes de construção civil têm algum significado? Saiba que sim e é sobre isso que lhe explicaremos agora.', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:51:40', '2022-04-22 17:51:40', 1, 1, '2020-01-06 07:20:03', NULL, 'empty'), (10, 'Como deixar o gesso liso em paredes e tetos', '

Saber como aplicar gesso liso é uma excelente forma de economizar na mão de obra da sua reforma ou construção. Veja o passo a passo e mãos à obra!

', '

Saber como aplicar gesso liso é uma excelente forma de economizar na mão de obra da sua reforma ou construção. Até porque fazer algo para sua casa com as suas próprias mãos sai muito mais em conta que pagar um profissional.

\r\n

Além disso, também sabemos que, para fazer qualquer serviço, é necessário ter as informações certas e conhecer cada etapa do processo. Por isso, para te ajudar, iremos mostrar tudo que precisa fazer para aplicar gesso liso corretamente e sem dificuldades. 

\r\n

Conheça a seguir todos os procedimentos.

\r\n

Materiais necessários

\r\n

Para aplicar o gesso liso você precisará:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    Masseira.

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Uma desempenadeira de aplicação de gesso e uma de acabamento.

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Colher de pedreiro ou espátula.

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Régua de 2 metros de alumínio.

    \r\n\r\n
  • \r\n

    Sacos de gesso lento suficientes para cobrir toda a área.

    \r\n\r\n
  • \r\n

    EPIs como luvas e máscaras.

    \r\n\r\n
\r\n

Uma dica para não errar na quantidade é medir os metros quadrados do local em que será aplicado o gesso liso. Um saco de 40 kg de gesso desempenado reveste, em média, uma área de 2 a 4 m². No entanto, o mesmo volume de gesso sarrafeado, cuja espessura da camada é maior, rende uma média de 1 a 2 m².

\r\n

Para obter o valor em m² do teto ou da parede, multiplica-se a largura pela altura da superfície. Logo, para a metragem quadrada de um ambiente todo, deve-se somar os m² das paredes e do teto.

\r\n

Como aplicar gesso liso

\r\n

Veja agora como fazer a preparação das paredes e da massa, e também a aplicação do gesso liso.

\r\n

Preparação da parede para receber o gesso

\r\n

Para aplicar o gesso de forma eficiente e rápida, é preciso que toda a superfície esteja nivelada, sem rebarbas. 

\r\n

Além disso, é recomendado que a parte elétrica já tenha sido finalizada, assim como:

\r\n
  • \r\n
  • \r\n

    a parte hidráulica,

    \r\n\r\n
  • \r\n

    os batentes presos na alvenaria e

    \r\n\r\n
  • \r\n

    a infraestrutura de ar-condicionado.

    \r\n\r\n
\r\n

É necessário, ainda, aguardar pelo menos 30 dias depois do levantamento das paredes e tetos para aplicar o revestimento com gesso. Isso porque, nesse intervalo, a argamassa já endureceu e não irá sofrer deformações. 

\r\n

Preparação da massa de gesso

\r\n

Utilizando os EPIs, coloque água limpa na masseira. A partir disso, vá polvilhando o pó de gesso por cima da água. A cada saco de gesso, é indicado utilizar cerca de 37 a 39 litros de água. 

\r\n

Após despejar a quantidade ideal, deixe a massa em repouso em um intervalo de 10 minutos. Um erro muito comum é ir simplesmente acrescentando água no gesso, mexendo e misturando tudo. Mas esse tipo de mistura não proporciona um acabamento ideal. 

\r\n

Assim que passar esse tempo, misture uma parte desta pasta, deixando o restante ainda de repouso. Mexa bem esta primeira parte e permita que ela repouse por mais 5 minutos para a indução ocorrer corretamente.

\r\n

Analise se a consistência da massa está semelhante a uma massa corrida. Depois do segundo intervalo, ela poderá ser aplicada normalmente na parede ou no teto.

\r\n

Quando você terminar de aplicar esta primeira parte de massa de gesso, a segunda já terá repousado o suficiente. Portanto, ela poderá ser utilizada sem a necessidade de uma segunda etapa de mistura.

\r\n

Preparação do local

\r\n

Antes de fazer a aplicação, é muito importante que o piso do local esteja protegido. Afinal, é bem comum cair respingos o gesso no chão, o que pode ocasionar retrabalhos para você.

\r\n

Sabendo disso, é bom revestir todo o piso com uma lona grossa. Faça uso também das fitas adesivas para os cantos e caixas de luz.

\r\n

Em seguida, molhe a superfície onde será aplicado o gesso, pois fazer isso ajudará na fixação da massa na primeira aplicação. 

\r\n

Aplicação do gesso

\r\n

Prepare a linha mestra para manter a constância da espessura do gesso. Feito isso, aplique uma quantidade em uma linha central, entre 1 a 3 milímetros de altura. A partir disso, use esta medida como base para as camadas que deverão ser feitas, sempre de cima para baixo.

\r\n

A segunda demão deve ser aplicada logo na sequência, em sentido cruzado à primeira camada. Com a régua de alumínio, você precisa retirar os excessos e analisar a espessura conforme as referências determinadas.

\r\n

Faça uso da desempenadeira de aço nivelamento da superfície e elimine ondulações e falhas. 

\r\n

Aplique uma última camada para corrigir possíveis falhas e conseguir a espessura final desejada. Vale ressaltar que, quanto maior a paciência e cuidado nessas aplicações, mais bonito fica o acabamento do gesso liso. 

\r\n

Faça você mesmo

\r\n

Agora que você sabe como deixar a sua parede linda aplicando o gesso liso, não perca tempo e faça você mesmo! Trabalhar com gesso na sua casa, além de ser mais econômico, é muito relaxante.

\r\n

Esperamos ter te ajudado, até a próxima! 

\r\n

Aprenda ainda: como descartar corretamente o seu entulho.

', '0', 'c/o/como_deixar_o_gesso_liso.jpg', NULL, 1, 'como-deixar-gesso-liso', 0, 1, 'gesso liso', 'gesso liso', 'Saber como aplicar gesso liso é uma excelente forma de economizar na mão de obra da sua reforma ou construção. Veja o passo a passo e mãos à obra!', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:53:33', '2022-04-22 17:53:33', 1, 1, '2020-11-11 07:20:03', NULL, 'empty'), (11, 'Pensando em montar uma bancada na cozinha? Veja estas dicas!', '

Uma boa bancada na cozinha pode agregar mais funcionalidade e praticidade, além de realçar todo ambiente. Justamente por conta disso, as bancadas estão cada vez mais presentes nos lares.

', '

Uma boa bancada na cozinha pode agregar mais funcionalidade e praticidade, além de realçar todo ambiente. Justamente por conta disso, as bancadas estão cada vez mais presentes nos lares. Porém, para instalar a bancada perfeita na sua cozinha é preciso levar uma série de fatores em consideração.

\r\n

Pensando nisso, selecionamos para você as principais dicas para montar a bancada ideal para a sua cozinha. Conheça cada uma delas a seguir e construa uma bancada na cozinha que combine com a sua expectativa.

\r\n

4 principais dicas para montar uma bancada na cozinha

\r\n

1. Comece pela definição das cores

\r\n

A escolha das cores da sua bancada são determinantes para a harmonia da decoração interna da sua casa. Isso porque a bancada tem muita presença na cozinha, aumentando ainda mais a sua relevância para o design. Desse modo, uma bancada de tonalidades que conversam com os tons da sua cozinha faz toda a diferença.

\r\n

As bancadas em tonalidades escuras tendem a ser a preferência da maioria, contudo não há limites. É possível utilizar padrões neutros ou chamativos, escuros ou claros, desde que combine com a paleta de cores, está tudo certo.

\r\n

2. Escolha os materiais

\r\n

Definir os materiais da bancada na cozinha tem grande relevância visual, prática e estética, logo não pode ser escolhida ao acaso.

\r\n

O conforto térmico, por exemplo, também tem grande influência sobre o quão satisfatório é utilizar a bancada. Por isso, as bancadas de madeira, de cerâmicas e até de algumas pedras são muito desejadas.

\r\n

Além disso, os detalhes e particularidades de cada material também são muito importantes. O mármore é um ótimo exemplo de como a bancada trazer elegância simplesmente por conta das suas particularidades 

\r\n

Isso sem falar na praticidade e no investimento necessário. O granito, por exemplo, tem preço acessível, é simples de limpar e apresenta resistência aos riscos. O mesmo, porém, não pode ser dito de outros materiais.

\r\n

3. Considere as dimensões ideais para a sua casa

\r\n

Quando se pensa em bancadas é preciso lembrar das dimensões da área de circulação, altura das banquetas e espaço disponível. É partir disso que se define até mesmo o modelo, formato e local de instalação.  

\r\n

Portanto, se a bancada ficará no centro ou no canto, em L ou em ilha, dependerá exclusivamente da estrutura da cozinha. Por isso, aproveite e respeite as dimensões da sua cozinha. Vale a pena medir toda a cozinha e até consultar um arquiteto para definir tudo com mais precisão.

\r\n

4. Finalize com uma iluminação incrível

\r\n

A iluminação é o toque final para destacar ainda mais a sua bancada. Por isso, seja pelo teto com pendentes estilosos ou com leds fazendo as luzes de sombra, ilumine a sua bancada.

\r\n

 

\r\n

As cores e os estilos da sua iluminação tendem a complementar a sua decoração, então tente não fugir do tom. Pois, se a decoração é clássica, não ficará interessante utilizar pendentes modernos, não é verdade? 

\r\n


Esperamos ter lhe auxiliado a montar uma linda bancada na cozinha do seu lar. Faça sempre do jeito que mais representa o seu estilo preferido e o tom da sua residência. Temos certeza que ficará incrível. Até mais!

', '0', 'b/a/bancada_na_cozinha.jpg', NULL, 1, 'bancada-na-cozinha', 0, 1, 'bancada na cozinha', 'bancada na cozinha', 'Uma boa bancada na cozinha pode agregar mais funcionalidade e praticidade, além de realçar todo ambiente. Justamente por conta disso, as bancadas estão cada vez mais presentes nos lares.', 'INDEX,FOLLOW', '2022-04-22 17:55:36', '2022-04-22 17:55:36', 1, 1, '2020-01-26 10:24:25', NULL, 'empty'), (12, 'O chuveiro não esquenta? Saiba como resolver esse problema.', '

O inverno chegou e com ele as baixas temperaturas. Para se adaptar ao frio, mudar alguns hábitos é necessário. Usar roupas de frio, agasalhos, cobertores, e claro, tomar um banho mais quente. Agora imagine a seguinte situação: Você chega em casa após um dia exaustivo, frio e sua única vontade é de tomar um banho quente e relaxar! Quando de repente, o chuveiro não esquenta! Esse momento pode se tornar um grande contratempo

', '

O CHUVEIRO NÃO ESQUENTA? VEJA COMO SOLUCIONAR ESSE PROBLEMA!

\r\n

 

\r\n

O inverno chegou e com ele as baixas temperaturas. Para se adaptar ao frio, mudar alguns hábitos é necessário. Usar roupas de frio, agasalhos, cobertores, e claro, tomar um banho mais quente. Agora imagine a seguinte situação: Você chega em casa após um dia exaustivo, frio e sua única vontade é de tomar um banho quente e relaxar! Quando de repente, o chuveiro não esquenta! Esse momento pode se tornar um grande contratempo.
Para solucionar esse problema, primeiro passo é entender o que está acontecendo com seu chuveiro. Os motivos são vários, podendo ser simples como uma troca de resistência ou até mais complexo, como problemas em sua rede elétrica.
Além de afetar sua rotina de higiene, o mau funcionamento do chuveiro pode deixar a conta mais cara e até gerar acidentes ligados à eletricidade.  
Para garantir seus banhos quentes nos dias frios, e evitar maiores problemas com seu chuveiro, ou até mesmo saber contornar as eventualidades quando aparecerem, separamos algumas dicas para você nesse artigo.

\r\n

Por que o chuveiro não esquenta a água?

\r\n

Essa pergunta tem várias respostas, existem alguns fatores que influenciam no funcionamento adequado do seu chuveiro, como por exemplo; a resistência, a potência, problemas na instalação da rede elétrica ou o próprio disjuntor. Fique tranquilo! Iremos abordar cada um desses pontos para que você minimize ao máximo as chances de ficar sem água quente quando mais precisa.

Veja a seguir as